Assembleia discutiu propostas de implantação de empreendimentos voltados à produção de energia limpa e tratamento de resíduos

Publicado em 01/10/2019 às 15:54 - Atualizado em 01/10/2019 às 16:04

Reunião aconteceu na sede da Amurel Baixar Imagem

A Amurel convocou os prefeitos ou seus representantes para uma assembleia geral extraordinária nesta terça-feira (01) tendo como pauta temas essencialmente ligados ao meio ambiente. Apenas um deles se tratava de infraestrutura.

As duas primeiras propostas feitas aos prefeitos foram de duas empresas de tratamento de resíduos sólidos, com tecnologia avançada, ambas dentro dos padrões exigidos pela atual política nacional de tratamento de resíduos. Os representantes de cada empresa apresentaram detalhes dos empreendimentos, a forma como é possível efetivar os projetos e os benefícios estimados para os municípios. As propostas agradaram aos prefeitos, que decidiram estudá-las em breve, com a participação das assessorias jurídicas e de meio ambiente, para depois dar um direcionamento.

Outro tema da pauta foi a elaboração de um oficio de solicitação ao Instituto de Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina - IMA no que se refere às competências municipais, dentre elas, a atribuição para autorização de supressão florestal.

Noutro item da pauta, o engenheiro ambiental e sanitarista da Amurel Alexandre Martins explanou aos prefeitos uma proposta de implantação de um parque solar na Amurel, com produção de energia fotovoltaica cooperada, para os associados. Foi aprovada a proposta de desenvolvimento do projeto em forma de consórcio para geração distribuída. Inicialmente será um sistema integrado reunindo os municípios na área de abrangência da Celesc. Posteriormente, nos municípios abrangidos pelas cooperativas de eletrificação. Os próximos passos são a definição (aluguel ou aquisição) de um terreno apropriado para receber o empreendimento, aprovação da Celesc e definição das cotas individuais que caberá para cada município interessado.

Capina elétrica foi outro tema da pauta. O representante da empresa detentora da tecnologia no Estado deu detalhes aos prefeitos de como funciona o método e o equipamento utilizado, bem como as formas que o serviço pode ser contratado.

O último tema da pauta foi a definição de três prioridades regionais, pedido feito pela Casa Civil do Governo do Estado de Santa Catarina. A Amurel já possui uma lista de prioridades regionais feitas com a participação de prefeitos do atual mandato, mas também com contribuição de outros gestores. As prioridades definidas pelos prefeitos são a pavimentação das rodovias estaduais que ligam Santa Rosa de Lima a Anitápolis; São Martinho a São Bonifácio; e Imaruí à localidade de São Luiz.

A reunião aconteceu na sala de prefeitos, na sede da Amurel, entre 9h e 12h desta terça.

 

 


Galeria Multimídia

{{grupo.nome}}
  • {{grupo.items.length - 12}}
    {{item.codGaleriaMultimidiaItem}}
Fechar