Compartilhar share

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão se reúnem nesta quarta-feira, para discutir as ações que se pretende colocar em prática [leia mais]

Publicado em 18/10/2005 às 00:00 - Atualizado em 15/10/2014 às 15:19


Tubarão:Integrantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão se reúnem nesta quarta-feira, dia 19, às 14 horas, no auditório da Associação de Municípios da Região de Laguna (Amurel), em Tubarão, para discutir as ações que se pretende colocar em prática para a despoluição da bacia.

Segundo o representante da Amurel junto ao comitê, Rodrigo Martins da Silva, as ações para a despoluição de toda a bacia do Tubarão foram retiradas de um estudo elaborado pela Empresa de Projetos Técnicos (ETC) . Dentre ações destacam-se a recuperação das Áreas Degradadas pela Mineração do Carvão, sistema de coleta e tratamento de esgotos na bacia, coleta seletiva em municípios da bacia e destinação de resíduos sólidos, sistema de plantio mais eficientes no uso da água para cultivo de arroz, melhorias tecnológicas nos sistemas de destinação de dejetos de suinocultura, desenvolvimento sustentável do Complexo Lagunar, educação ambiental, recomposição da Mata Ciliar e Áreas de Recursos Hídricos, estrutura de apoio ao comitê e estudo dos recursos hídricos subterrâneos.

A Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão é formada por cinco sub-bacias e cada uma delas possuem problemas ambientais específicos, por este motivo, as ações serão desenvolvidas de acordo com cada problema. "Para tentar combater esses problemas ambientais será formado um grupo de trabalho em cada sub-bacia. As pessoas responsáveis irão estudar a melhor forma de atacar o problema e implantar as ações%u201D, explicou Silva.

Diante destes problemas ambientais, deverá ser realizado um fórum da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão, onde prefeitos e o Ministério Público irão discutir a melhor forma de implantar essas ações de despoluição da bacia do Tubarão.

Outro assunto que entrará em pauta nesta reunião será sobre a dragagem do rio Tubarão, que está gerando polêmica na cidade.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DA AMUREL - (048) 3626-5711.
imprensa@amurel.org.br


Galeria de Arquivos